31. 07. 2018 - Produzido pela Equipe da Code7

Os chatbots não vão substituir os atendentes humanos

Os chatbots não vão substituir os atendentes humanos

Os chatbots não vão substituir os atendentes mas assumir as funções repetitivas e rotineiras deixando para nós humanos as tarefas mais complexas.  


Os chatbots, quando funcionam bem, nos fazem pensar que dentro em breve poderão substituir totalmente os atendentes humanos. Isso quando consideramos os avanços da inteligência artificial com soluções cada vez mais eficazes e habilidosas para revolucionar a experiência do cliente. Perguntas que antes só podiam ser respondidas por um humano do outro lado de uma linha telefônica agora podem ser respondidas com a mesma rapidez e precisão por um assistente virtual, como um chatbot, por exemplo.

 

Um chatbot bem desenvolvido realiza com bastante eficiência tarefas como cruzar dados com velocidade, dar respostas imediatas, oferecer conteúdo exclusivo, criar ofertas instantâneas e até mesmo concluir uma venda. Logo, ele é capaz de satisfazer uma das maiores demandas do público atualmente: 75% dos clientes buscam contato com um atendente que reconheça seu histórico e conheça bem os produtos e serviços que vende.

 

Mas, embora os chatbots possam ser surpreendentes e muito bem preparados para interações que em princípio seriam inusitadas, ainda existem – e provavelmente sempre existirão – situações e questões que exigem habilidades exclusivamente humanas.

O que fazem exatamente?

Portanto, longe de substituírem completamente, na verdade os chatbots devem se tornar os melhores amigos dos atendentes humanos, como se fossem seus assistentes. Eles assumem as interações mais simples e repetitivas, e os processos rotineiros, enquanto nós humanos podemos nos dedicar a assuntos complexos e que necessitam da capacidade de raciocínio e da empatia que só nós possuímos.

Jornada do cliente

Um cliente pode iniciar sua jornada com um chatbot e terminar a conversa com um humano. Por exemplo, ele pode fazer uma pergunta mais complexa ou imprevista ao chatbot, que transferirá a conversa para um atendente especializado no produto ou assunto. Da mesma forma, a conversa pode iniciar com o chatbot e em seguida passar para o compartilhamento de tela ou um bate-papo via webcam. No mundo novo dos clientes digitais as conversas são fluidas, movendo-se continuamente de um canal para outro.

 

Uma experiência de atendimento única como esta, que reúne a inteligência colaborativa de humanos e robôs em benefício de seu negócio e seus clientes, já é uma realidade acessível. Com a Code7, a solução completa de Call Center na Nuvem da Flex, uma equipe mista de humanos e robôs pode ajudar a ampliar os seus recursos, otimizar custos e potencializar os resultados, aumentando a criação de valor.

 

A Code7  também permite criar interações personalizadas onde o contato humano fornece apoio para agentes virtuais e vice-versa. Assim a sua equipe, sustentada por um software inteligente, pode oferecer experiências únicas para os seus clientes. Peça já uma demonstração da Code7. Humanos e robôs juntos, cada um fazendo o que faz melhor, podem levar mais rapidez, precisão, empatia e resultados para o seu atendimento.